Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Avó Cool

Avó Cool

Enquanto estás aqui, dança!

Uma casa cor-de-rosa nunca devia estar de luto. A buganvília carregada de flores já alcançou o telhado, obstinada em chegar ao céu. Quem a quis ali morreu de repente, demasiado cedo. Do pátio foram retiradas as bandeiras coloridas para as festas de junho. As crianças deverão estar agora ao cuidado de familiares. Os cães que antes ladravam junto ao portão tornaram-se fantasmas silentes. As persianas estão descidas. A casa cor-de-rosa é hoje escuridão por dentro. Sempre que passo por ela penso na sua dona, que nunca conheci. Aquela mulher, se está onde a procura a buganvília, tem algo a dizer cá para baixo: enquanto estás aí, dança, porra! Queixamo-nos da idade. Assusta-nos a velhice; tememos a perda paulatina de chão. E eu imagino que ela se ri da nossa tonteria.